segunda-feira , 24 de julho de 2017
Últimas Notícias

Protestos contra a Reforma Trabalhista acontecem em todo país

Bancários do ABC realizam ato em Santo André e estão presente em Brasília

Nesta terça-feira (11), o governo ilegítimo de Michel Temer promete aprovar definitivamente a Reforma Trabalhista no plenáro do Senado, em sessão convocada para as 11 horas. Caso essa aprovação se confirme, o projeto desmantelará direitos fundamentais da classe trabalhadora brasileira.

Em diversas regiões do Brasil, manifestações foram programadas para protestar e pressionar os senadores que devem votar o projeto. Os protestos ganharam mais um argumento, já que às vésperas da votação final da Reforma Trabalhista no plenário do Senado, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) respondeu consulta das seis centrais sindicais brasileiras, feita em 16 de junho, que tratam da violação dos acordos internacionais que o Brasil assinou e tem a obrigação de respeitar.

O órgão condenou a Reforma Trabalhista proposta no Brasil e lamentou que não tenham sido feitas as “consultas detalhadas por interlocutores sociais do país”. De acordo com o documento da OIT, as convenções de número 98 (negociação coletiva), 151 (negociação coletiva para servidores públicos), 154 (promoção da negociação coletiva) e 155 (segurança e saúde dos trabalhadores) não podem ser desrespeitadas, conforme texto aprovado na Câmara e em discussão final no Senado.

O Sindicato dos Bancários do ABC está presente nas manifestações. Representantes da categoria estão em Brasília juntamente com as demais categorias para pressionarem os parlamentares e, em Santo André, diretores da entidade realizam panfletagem e dialogam com a população sobre a reforma trabalhista de Temer que retira direitos dos trabalhadores, não cria empregos e só vai engordar lucros de quem já ganha tanto no Brasil.

Pressione seu parlamentar!

Acesse o site: www.napressao.org.br e faça sua parte.

Diga que se votarem a favor da reforma trabalhista estarão votando contra os trabalhadores e nunca mais serão eleitos.